fbpx
NacionalNotíciasSaúde

Mais 942 mil doses da vacina da Janssen chegam ao Brasil

Lote com total de 3 milhões de doses foi doado pelos Estados Unidos.

O Brasil recebeu na manhã de hoje (26), 942 mil doses da vacina da Janssen contra a covid-19. A aeronave pousou às 6h29 no Aeroporto Internacional de Viracopos. A remessa completa o envio de um total de 3 milhões de doses do imunizante doadas pelo governo norte-americano. O primeiro lote, com pouco mais de 2 milhões de doses, chegou ontem (25) ao país.

O Brasil ultrapassou a marca de 129 milhões de vacinas contra a covid-19 distribuídas aos estados e municípios.

A vacina Janssen da farmacêutica Johnson & Johnson é baseada na tecnologia do vetor viral não replicante, semelhante à utilizada na vacina de Oxford/AstraZeneca. Ela usa um adenovírus (tipo de vírus que causa resfriado comum) que, modificados geneticamente, não se replicam e não causam resfriado.

A vacina da Janssen é a primeira aprovada pela OMS (Organização Mundial da Saúde) com o regime de imunização de apenas uma dose. De acordo com a entidade, “isso deve facilitar a logística de vacinação em todos os países”. Vale lembrar que, após a aplicação, o corpo precisa de cerca de 15 dias para produzir uma resposta imune adequada.

Em janeiro deste ano, a Janssen anunciou que a eficácia global (casos leves a moderados) da vacina é de 66% —menor do que as taxas globais das vacinas de Oxford (70%) e Pfizer (acima de 95%) e maior do que a CoronaVac (50,38%). Mas a resposta protetiva a casos graves (que provocam internações e podem levar à morte) foi maior: chegou a 85%. Os dados foram publicados em estudo na revista científica New England Journal of Medicine.

O imunizante, que foi testado também no Brasil durante a fase 3, mostrou-se efetivo também contra as variantes de Manaus (chamada também de variante brasileira), da África do Sul e do Reino Unido.

A OMS explica que a vacina da Janssen precisa ser armazenada a -20°C, o que pode ser “desafiador” em alguns países. No entanto, novos dados permitiram afirmar que o imunizante também pode ser guardado por até três meses em refrigeradores comuns a temperaturas entre 2 e 8°C.

Com informações da Agência Brasil.

Saúde paralisada no Brasil

 

Mostrar mais

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo