fbpx
OpiniãoSaúde

Chupeta faz mal?

Até que ponto a chupeta é inofensiva para as crianças?

Essa é uma questão bem complexa, pois como se diz:” Cada um sabe onde o calo aperta”. Há inúmeros motivos para que a mãe acabe cedendo e dando a chupeta para o bebê. Um deles e o mais comum é o choro da criança. Temos que entender que o peito não serve apenas para alimentar, serve também, para dar segurança e conforto ao bebê ,fazendo o peito da mãe de chupeta. É aí que a mãe, muitas vezes acha que não está sendo suficiente ,introduzindo a mamadeira e dando a chupeta para o bebê se acalmar. Se pensarmos do ponto de vista natural ,podemos nos comparar com um animal que fica o dia todo deitado e seus filhotes insaciáveis no peito. O ser humano é a mesma coisa, a índia, que fica com seu bebê pendurado no peito, muitas vezes até os 3 ou 4 anos de idade, também fazendo de chupeta ,além de alimento. No mundo moderno e corrido, fica mais difícil viver o “natural” ,devido a necessidade de voltar a trabalhar ,falta de paciência da mãe que não estava preparada ou não foi orientada adequadamente para enfrentar a situação, ansiedade, medo, dores, entre outros.

O bebê passa pela fase oral, que dura até cerca de 18 meses, onde a boca é responsável  por todas as sensações e a criança tem a necessidade inata de sugar, colocar objetos na boca e chorar ,sendo o peito da mãe o primeiro a fazer parte dessa fase, trazendo alimento, conforto e segurança para o bebê. É o primeiro vínculo afetivo com a mãe. Sabendo dessa necessidade, podemos perceber que a necessidade de sucção é intensa e em alguns casos pode ser complementada com o uso da chupeta. O problema é a dificuldade de tirar depois. Ela deve auxiliar em casos e horários específicos, como hora de dormir, o mínimo de tempo possível e depois tirar. Ocorre que os pais dão a chupeta para a criança usar o tempo todo, colocam na boca da criança sem ela pedir, quando chora, quando se machuca e isso é errado. A criança começa a ficar dependente da chupeta ,até mesmo após a fase oral ,sendo mais difícil de removê-la. A orientação é que evitem dar chupeta ao seu filho(a) e isso é possível, pois muitas crianças nunca usaram chupeta ou nunca pegaram. As mães precisam estar preparadas para essa fase inicial ,onde é exigida toda sua atenção.

O hábito de sucção de chupeta ou dedo, após os dois anos, pode acarretar vários problemas para a criança, como problemas de fala, deglutição, mordida aberta(alteração da mordida onde os dentes vão para frente e a criança fica “bicuda”),sendo perceptível para o dentista, quando a criança entra na sala, já sabemos se tem esse hábito, atresia de maxila( o “céu da boca fica profundo ,pela falta de desenvolvimento do maxilar) e problemas respiratórios.

mordida aberta anterior

Os pais devem estar conscientes dos riscos ao escolherem introduzir a chupeta e devem procurar orientações sobre o tipo e uso, com um odontopediatra. Quanto mais cedo removerem, menos chances de prejudicar a saúde da criança.

Bruxismo 😮 mal do século

 

Mostrar mais

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Verifique também
Fechar
Botão Voltar ao topo