fbpx
Entrevista

Entrevista exclusiva com Dante Mantovani

O Maestro e Empresário fala sobre o 4. Festival de Música de Paraguaçu Paulista, Turismo e sua passagem no Governo Federal.

Perguntas

1-) Qual é sua formação?

Fiz graduação em Música, com especialização em Regência Orquestral, Mestrado em Linguística e Doutorado em Estudos da Linguagem, ambos pela Universidade Estadual de Londrina.

2-) Este ano acontece o 4. Festival de Música de Paraguaçu Paulista, evento que o Sr. criou, quais as novidades?

Serão 5 dias de intensas atividades musicais em dois setores: artístico e pedagógico. Teremos pela primeira vez este ano oficinas de Trompa e metais; Fagote e Madeiras, oficina de Música Popular e Pedagogia Musical para professores. Além dos cursos já tradicionais de violino, viola e violoncelo teremos também um curso prático de Regência Orquestral, no qual os alunos terão a chance de reger uma Orquestra Sinfônica!

Na parte artística teremos Orquestra de Cordas Graves – Pregraves, de Três Lagoas-MS; a pianista mundialmente aclamada Eudóxia de Barros; o violista destaque em Berlim, Alemanha, Jairo Chaves e a nossa Orquestra Sinfônica do Festival, integrada por músicos da Orquestra Jovem de Paraguaçu, alunos e professores do Festival

3-) A gestão Antian apoia o Festival de Música de Paraguaçu?

No início do ano tive uma conversa com o prefeito Antian juntamente do seu Chefe de Gabinete e do diretor de Indústria e Comércio, na qual ele me garantiu apoio ao Festival. Senti que ele percebeu a importância deste evento para a Cultura e o Turismo no município, e acredito que honrará sua palavra de apoiar o Festival.

4-) Quando acontece o festival? como se faz a inscrição?

Acontece de 01 a 05 de dezembro de 2021, é aberto ao público e gratuito. A maioria dos eventos acontecerá no Cine Teatro Municipal Lucila Nascimento. Inscrição e todas informações, bem como programação completa no site: https://festival.seminariodemusica.org/

5-) Na sua opinião, o que falta para o Turismo deslanchar em Paraguaçu?

Falta por em prática o que está no papel. Sou uma pessoa que gosta de agilizar, por isso criei o Festival de Música de Paraguaçu Paulista em 2017, que hoje integra o calendário oficial do Turismo da nossa Estância, garantindo esse título para Paraguaçu, junto de outras atrações. Ano passado lancei um pacote de passeios em cachoeiras em parceria com a expedição Rafael Ferreira que atraiu uma centena de turistas para a cidade. Este ano criei duas empresas que têm gerado empregos na cidade. Este é meu estilo, gosto de realizações.

6-) Na sua passagem como funcionário de confiança do Presidente Bolsonaro no Ministério do Turismo, quais foram as lições? o que pode ser aplicado em Paraguaçu?

Aprendi que dinheiro não falta no Brasil para bons projetos. Para as coisas acontecerem é preciso ter bons projetos e equipes capazes de realizá-los. Me orgulho de ter deixado ótimos projetos ainda hoje em andamento em todo o Brasil. Cito o caso do Edital de apoio a Bandas de Música da FUNARTE, para o qual destinei 5,5 milhões de reais, com o qual inclusive Paraguaçu foi recentemente contemplada com instrumentos para Banda de Música; e o SINOS- Sistema Nacional de Orquestras Sociais, para o qual destinei 8 milhões, e que hoje tem sido executado sob curadoria da UFRJ, que tem implementado uma série de ações de impacto para as futuras gerações de músicos do Brasil. Posso dizer seguramente que deixei um legado no Governo Federal, bem como aqui em Paraguaçu também tenho deixado.

7-) Recentemente o sr. foi empossado na cadeira 15, cujo patrono é Heitor Villa Lobos, na Academia Regional de Letras de Santa Cruz do Rio Pardo-SP. Isso foi um reconhecimento pelo seu trabalho no governo federal?

Não só pelo que fiz no Governo Federal, mas principalmente pelo que fiz em Paraguaçu com o nosso Festival de Música que hoje é um evento nacionalmente conhecido. Tive essa honra de ser chamado para a cadeira cujo patrono é Villa Lobos maior músico brasileiro do séc.

XX por convite do idealizador da Academia, o poeta Luiz Becker, que me conheceu regendo um concerto da Orquestra Jovem de Paraguaçu numa escola municipal da nossa cidade. Também pesou o fato de eu ser autor do livro “Ensaios Sobre a Música Universal” best seller do ano de 2017 na categoria música e de outros livros inclusive 2 em co-autoria lançados na Espanha em 2015 e 2016, que também fora best-sellers pela amazon.com

Mostrar mais

Samuel Nascimento

Natural de Paraguaçu Paulista, terra de Erasmo Dias, Liana Duval e Nho Pai. Graduado em Análise e Desenvolvimento de Sistemas e cursando Engenharia da Computação; Empreendedor na área de Marketing Digital; Ciclista; Gerente de Hotel; Músico Violinista; Organizador do Festival de Música de Paraguaçu Paulista e Spalla da Orquestra Jovem de Paraguaçu Paulista.

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo